segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Uma pequena história!

Hoje vou contar uma pequena história sobre meu Pai,mas voces devem estar pensando o que tem essa máquina a ver com isso?Mas já vocês vão entender...
Meu pai foi caixeiro viajante em sua juventude,e adivinha o que o ajudou a criar os filhos e a família toda?Sim uma máquina de costura,em uma de suas visitas aos seus fregueses(se falava assim a 60 anos atras)ele comprou uma máquina que estava quebrada,a consertou e a vendeu mais cara,com o dinheiro ele comprou a segunda máquina e assim por diante,com o passar dos anos ele montou uma linda loja com o nome de Rainha das Máquinas,onde ele vendia peças,acessórios e máquinas de costuras,ele trabalhava com a Marca Singer...
Ele criou seus doze filhos,(há eu sou a última)isso tudo com muito trabalho,honestidade e força de vontade.O tempo passou ele se foi,e eu nunca me imaginaria algum dia costurar,eu via as máquinas,trabalhava com ele,mas nunca tive vontade de costurar...Hoje depois de muito tempo comprei uma máquina moderna,quem diria...se ele estivesse aqui,iria dizer,nossa filha como as coisas mudaram na minha época se costurava rodando uma manivela nas mãos,como pode uma máquina fazer tanta coisa,tantos pontos?È pai o senhor está certo,imagino eu,que saudades...queria que estivesse aqui e pudesse dizer isso pessoalmente, que pena...sinto tantas saudades...
(Espero que tenham gostado da minha história,abraços a todas...Lurdinha)

9 comentários:

Cantinho Arco Iris disse...

eheh...eu partilho algo muito parecido...pois é o meu pai era artesão...fazia vários artesanatos, desde caravelas postuguesas,molduras,bases de copos, entre outros...eu nao ligava minima para as traquitanices dele...ele se foi quando eu tinha 17 anos...hoje eu não me vejo sem este meu refugio...dos meus outros 5 irmaos mais ninguem leva jeito...todos dizem k fui buscar à veia do pai...
histórias...k nos enchem de saudade e orgulho...
obrigado por ter partilhado a sua história...
bjs
nina

Ju disse...

Oi Lurdinha, foi muito bom conhecer um pokim da sua história, o importante é vc sempre lembrar dele com muito carinho e admiração como demonstrou pra nós..bjos!!

Nai disse...

Que história linda, com certeza ele iria ficar surpreso do que um a máquina hoje é capaz!
Linda sua máquina, eu não tenho a minha ainda, uso uma do meu cunhado,rsss

Neidinha disse...

Neidinha disse:
ola!!! que linda historia, vc deve se orgulhar do seu pai né.. e com muita razao.passei aqui tambem pra te avisar que tem um selinho especial pra vc no meu blog
http://koisasquegosto.blogspot.com
um super abraço.

AnselmaDuarte disse...

Que linda história, amei! tenho certeza que seu pai iria amar ver vc costurando ,muito legal sua história.Bjos

Juliana! disse...

Olá estou fazendo uma visitnha!
Que linda história do seu pai,homem batalhador demais.

Beijos

Thaíza disse...

Liknda historia, nunca havia visto esta tecnica, é feita com cola pano? Ficou linda. Parabéms!

Veronica Arteira disse...

É muito bom dividir um pouco da nossa história com amigos. Vc se alegra escrevedo e nos presenteia com uma história linda! Muito legal saber um pouquinho mais sobre vc.E aposto que seu pai tá lá em cima orgulhoso de saber que o que o ajudou a sustentar os filhos, hoje é um instrumento útil tambem para a caçulinha dele.
Bjssssssss

Cris Chiosini disse...

Oi, Lurdinha.
Vi seu recadinho lá no Soul. Fico feliz que tenha gostado do meu cantinho. Vou esperar sempre a sua visita por lá, ok ?
Adorei a estória sobre o seu pai e as máquinas de costura.
Realmente a vida nos surpreende, não é ?
Tenho certeza de que seu pai está orgulhoso de vc, esteja onde estiver.
Ah ! E parabéns pela sua máquina, viu ? Menina... é um maquinão, né ? rsrsrs
Beijos.